Tanabata Matsuri 2017 

Todos os anos, no sétimo dia do sétimo mês, é celebrado o Festival das Estrelas. O Tanabata Matsuri 2017 é a 39ª edição do evento e ocorre sempre no centro da Capital Paulista, no bairro da Liberdade. 

O bairro da Liberdade, no centro da capital Paulista é o bairro de maior representação asiática de toda a América Latina e responsável por promover o evento desde o início do da década de 1980.

Este ano, em sua 39° edição, o Tanabata Matsuri 2017 foi uma grande festa, que reuniu milhares de pessoas das mais diversas etnias, de várias idades e, sem sombra de dúvidas, um dos maiores eventos da cultura japonesa no bairro da Liberdade.

A ACAL (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade) é a responsável pela organização do Tanabata Matsuri, que a cada ano recebe mais e mais pessoas desde o ano de 1979, ano em que foi realizada a primeira edição do evento.

Muitos eventos da cultura asiática acontecem neste mesmo local, sendo o maior deles o Ano Novo Chinês

Tanabata Matsuri 2017, foto retirada na saída da estação só metrô, local que dava acesso direto ao Palco do festival.

 

 

 

 

Resenha do Tanabata Matsuri 2017

As ruas da Liberdade  estavam deslumbrantes, com vários adereços coloridos enfeitando o centro do bairro.

O clima festivo pairou por toda a região e a grande quantidade de turistas e visitantes do bairro fez com que tudo ficasse ainda mais belo.

Foram várias as atrações no sábado e no domingo. 

O clima agradável e ensolarado proporcionou fotos incríveis para os que prestigiaram o Tanabata Matsuri 2017.
Além do tradicional corte da faixa (simbolizando a abertura do festival), houve a cerimônia de purificação e durante os dois dias de evento o palco permaneceu cheio. 

As atrações de dança no centro da Praça da Liberdade foram algo singular. 

Mesmo com tanta gente e muito sol, crianças e adultos se uniram em uma celebração única, com muita harmonia e simplicidade. 

Não houveram registros de confusão ou de tumulto devido a alguma ação inconveniente. 

Pessoas de todas as idades, de 4 a 90 anos participaram ativamente das danças tradicionais e das apresentações de Taiko. 

Tanabata Matsuri 2017. Dança tradicional realizada por crianças, idosos e adultos.

 

 

 

 

Tradição do Tanabata Matsuri

Algo que deixa o festival ainda mais bonito e que te faz fazer parte do evento são os Tanzaku.

Tanzaku são cartões coloridos, onde cada cor representa um sentimento. Tais cartões são pendurados pelos visitantes em arranjos de bambu. 

Em cada cartão, você pode fazer um pedido. 

Além de ajudar na decoração do evento, você se integra com a cultura japonesa e deixa sua marca no evento. 

 

Tanabata Matsuri 2017, tanzaku, os cartões de pedidos.

 

 

 

Origem do Tanabata Matsuri

Por trás da celebração do Festival das Estrelas, há uma lenda que conta a origem do Tanabata Matsuri.

De acordo com tal lenda, há muito, muito tempo, uma bela princesa chamada Orihime morava próximo à Via-Láctea.   Orihime, em japonês significa “Princesa Tecelã”.

Um dia Tentei, o pai da princesa, “Senhor Celestial”, apresentou a jovem moça para um belo rapaz chamado Kengyu, o “Pastor do Gado” (que também era conhecido como Hikoboshi), na crença de que este fosse o par perfeito para sua filha.

Foi amor à primeira vista!

Deste momento em diante, a vida do casal estava focada neste romance fulminante, o que os afastou de suas atividades e obrigações. Devido a falta de responsabilidade dos pombinhos recém apaixonados, Tentei, o pai da princesa tomou uma atitude radical: separou o casal fazendo com que cada um morasse em uma extremidade da Via-Láctea. 

Esse distanciamento causou um sofrimento sem precedentes para a jovem Orihime. 

Sendo um pai muito amoroso, Tentei sentiu a angústia e melancolia que pairava sobre sua filha, que agora, não apresentava mais o brilho nos olhos de outrora.

Não querendo ver a princesa naquela condição, abriu uma exceção de deixar que Orihime encontrasse Hikibishi, porém, somente uma vez ao ano, sempre no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, contanto que cumprissem sua ordem de atender todos os pedidos vindos do planeta Terra nesta data.

 

Curiosidades sobre o Festival das Estrelas

Assim como a data no qual o festival ocorre, (sétimo dia do sétimo mês), há também a representatividade do número sete na quantidade de cores disponíveis nos cartões, veja:

  • AMARELO: Simboliza a riqueza, dinheiro. 
  • AZUL: Representa a proteção. 
  • BRANCO: Assim como esperado, corresponde à paz. 
  • LARANJA:  Catalisador da Felicidade. 
  • ROSA: Representa o mais nobre dos sentimentos, o amor. 
  • VERDE: Para alguns refere-se à dinheiro, mas aqui, representa a esperança. 
  • VERMELHO: É a cor de representação da paixão. 

Na mitologia japonesa, este casal é representado por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime, a princesa) e Altair (Kengyu, o principe).

O festival teve início há mais de 1.150 anos, na Corte Imperial, e a data tornou-se feriado nacional no Japão no ano de 1603.

Você pode gostar...

Comente este post!

%d blogueiros gostam disto: