37ª Tanabata Matsuri – 2015

Tanabata-Matsuri-destaque

Já conhece o bairro da Liberdade? Saiba que o bairro é o mais emblemático da America Latina ao se falar da cultura Oriental, recebendo uma série de eventos ao longo do ano.

No início do ano, por exemplo, estivemos lá, prestigiando o Ano Novo Chinês.

Neste ultimo fim de semana ocorreu o 37º Tanabata Matsuri (Festival das Estrelas), no centro da capital paulista. Pra você que não pôde acompanhar, temos um resumo do que de mais importante aconteceu nestes dois dias de Festividade.

O Tanabata Matsuri é o evento mais popular do Bairro da Liberdade e sempre ocorre em regime anual, desde o ano de 1979, quando foi realizado o primeiro Festival das Estrelas.

Todos os anos as ruas do bairro e a praça da Liberdade são decoradas com grandes ramos de bambu que recebem a ornamentação de enfeites coloridos de papel que simbolizam as estrelas. Nesses bambus são pendurados os tanzaku, pequenos pedaços também coloridos de papel onde as pessoas colocam seus pedidos. Desta forma foi feita a decoração “base” do Tanabata Matsuri.

No sábado, não haviam muitas pessoas e parte das apresentações ocorreram de forma mais contida, de tal modo que, mesmo notando-se a decoração e a quantidade de barracas espalhadas pelas ruas, não tinha um “Ar” de Festa. O que ajudou um pouco foi a tradicional feirinha da Liberdade, que mesmo em dias frios mantém uma quantidade razoável de visitantes.
Já no domingo, o tempo colaborou e a praça da Liberdade estava inundada de gente. Eram esperadas 100 mil pessoas pros dois dias de evento.

Shows de cantores, taikô, dança folclórica e variedades fizeram parte das atrações do Tanabata Matsuri, que é a principal atividade anual do bairro.

Outra coisa muito legal foi a grande quantidade de pessoas no Jardim Oriental, onde também foram instaladas barracas de alimentação.

 

História do Tanabata Matsuri

A-Lenda-de-Tanabata-Matsuri

Crédito da Imagem na Foto

 

Uma lenda japonesa conta a origem do Tanabata Matsuri, Festival das Estrelas.

Há muito tempo, de acordo com uma antiga lenda, morava próximo da Via-Láctea, uma linda princesa chamada Orihime, a “Princesa Tecelã”.
Certo dia Tentei, o “Senhor Celestial”, pai da moça, apresentou-lhe um jovem e belo rapaz, Kengyu, o “Pastor do Gado” (também nomeado Hikoboshi), acreditando que este fosse o par ideal para ela.

Os dois se apaixonaram fulminantemente. A partir de então, a vida de ambos girava apenas em torno do belo romance, deixando de lado suas tarefas e obrigações diárias.
Indignado com a falta de responsabilidade do jovem casal, o pai de Orihime decidiu separar os dois, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.


A separação trouxe muito sofrimento e tristeza para Orihime. Sentindo o pesar de sua filha, seu pai resolveu permitir que o jovem casal se encontrasse, porém, somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, desde que cumprissem sua ordem de atender todos os pedidos vindos da Terra nesta data.

Na mitologia japonesa, este casal é representado por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu).

O festival teve início há mais de 1.150 anos, na Corte Imperial, e a data tornou-se feriado nacional em 1603.

No Brasil, o Festival das Estrelas / Tanabata Matsuri é realizado desde 1979 pela ACAL – Associação Cultural e Assistencial da Liberdade e pela Associação da Província de Miyagi, na praça da Liberdade, em São Paulo, sempre no mês de julho. No Japão, o Tanabata Matsuri é realizado em várias cidades, mas o de Miyagui é o mais tradicional. Lá se realiza em agosto, para aproveitar as férias de verão das escolas.

 

 

 

Principais acontecimentos da 37ª Tanabata Matsuri

No sábado tivemos o tradicional “Corte de Faixa”na abertura do Festival das Estrelas, ou “Tanabata Matsuri”. Depois disso vieram as apresentações do corpo de pessoas que participaram da apresentação do festival. Algo importante pra se destacar é que mesmo com dificuldades financeiras, o evento foi incluído no calendário oficial do município de São Paulo.

 

Diversas atividades envolvendo as tradições japonesas, como taiko e dança da terceira idade fizeram parte do cronograma do evento. Teve cerimônia de purificação do xintoísmo, que é a religião do Japão. Esta, ocorreu ali na Avenida Galvão Bueno, próximo ao Jardim Ocidental. Mesmo na rua e sob chuva e ao final da cerimônia foi feito a distribuição de brinde de saquê.

 

Haviam diversas barraquinhas com Yakissoba, Temaki, Shimeji, Hot Roll, Guioza e várias iguarias da Terra do Sol nascente.

 

 

Já no Domingo tivemos atrações musicais de peso no palco principal, dentre elas, a esperada Tsubasa Imamura, que também estará em São Paulo para o Festival do Japão que ocorrerá entre 24 e 26 deste mês.

 
Apresentações Cover e muita diversão também ocorreram no último dia do evento. O tempo melhor que no dia anterior proporcionou maior número de pessoas presentes.

 
Abaixo temos uma das músicas que Tsubasa Cantou, Maluco Beleza!

 

 

Mais imagens e vídeos sobre o evento podem ser vistos em nosso canal do YouTube e na nossa Fan Page do Facebook.

 

Você pode gostar...

%d blogueiros gostam disto: