Matcha, o Famoso Chá Verde Japonês 

Seguindo com nossa conversa sobre os Sabores do Japão, hoje abordaremos não uma comida, mas sim uma bebida: o Matcha.

Não há como falar de cultura tradicional japonesa sem pensar nessa, que talvez seja a bebida mais popular do Japão, juntamente com o Sake, que aliás, será objeto de estudo em nossas próximas postagens.

Embora o chá verde comum seja bastante difundido, o Matcha com certeza é o queridinho não só no Japão, mas em todo o mundo. 

Sendo utilizado de diversas formas,  o chá tradicional  ainda é a forma mais consumida desta planta de sabor único e de alto valor medicinal.

História do Matcha no Japão

Matcha-cha-verde

Apesar de ser considerado uma bebida genuinamente japonesa, a origem do chá verde, assim como vários outros produtos da cultura nipônica é chinesa.

De forma resumida, o matcha chegou ao Japão em meados de 805, trazidos da China por dois monges budistas Saicho e Kukai. 

Décadas depois, em 1191, outro monge que estudou na China chamado Eisai, disseminou a ideia de usar a planta como chá para fins medicinais. 

Dentro deste período, na província de Kyoto, em específico na região de Uji, agricultores iniciavam o cultivo do chá verde, que mais tarde se tornaria a espécie de maior valor devido a sua raridade. 

No século seguinte, Eisai escreve o primeiro livro que se tem notícia sobre o Matcha chamado KISSA YOJO Ki. (Como Permanecer Saudável Bebendo Chá) 

 

A Popularização do Matcha 

No livro, Eisai descreve os benefícios do chá verde no organismo, em especial sobre o coração. 

O Chá é o melhor medicamento para o corpo e para a mente, possui a capacidade de tornar a vida mais completa e saudável. 

Por causa do livro, o consumo de bebidas de um Samurai, Shogun Minmoto mudou e toda a classe Samurai passou a ver o chá com outros olhos.

Em 1271, surge outro monge, Kohken. Este decide levar a especiaria para outra região de Kyoto, Ujitawara.

A partir daí, o matcha foi popularizado por todo o Japão.

Após séculos de consumo do chá em sua forma original(flocos da folha), no século XVI, surge o chá verde em pó (Matcha) que conhecemos hoje.

Já no final deste mesmo século surge algo importante para a cultura japonesa: A Cerimônia do Chá.

Este ritual foi criado por Rikyu Sen.

Soen Nagatani foi o responsável por aprimorar a técnica de secar o chá verde no ano de 1738, na cidade de Ujitawara, na qual deu o nome ao método de preparação da planta, demoninado “Método de Uji”.

Mais de um século se passou quando Shigejyuro Eguchi criou o método Gyokuro.

A difusão do Matcha pelo Mundo

Após passar da China para o Japão, esse produto único foi disseminado por praticamente toda a Ásia antes de ser exportado para outros continentes.

Outro país que também tem consumo elevado de chá de modo geral é a Inglaterra. 

O Famoso Chá inglês também é disseminado por todo o mundo, sendo inclusive referência em qualidade. 

Conforme os japoneses viajavam pata outros países, o matcha, muitas vezes já incorporado na dieta diária também era levado. 

Esse chá verde em pó chamava atenção por sua coloração viva e sabor diferenciado. 

Foi então exportado como especiaria e além de chá, passou a ser usado na área gastronômica. 

Mas foi através da medicina alternativa, que o matcha ficou ainda mais famoso por suas propriedades medicinais e todos os benefícios que o seu consumo trazia ao consumidor. 

Anteriormente, esse ingrediente era usado quase que exclusivamente na Cerimônia do Chá

Os Benefícios do Matcha

Um dos benefícios de maior notoriedade é o fato de conter 100 vezes mais antioxidantes do que o chá verde comum.

Veja na tabela abaixo a diferença entre os ingredientes que mais possuem antioxidantes e a quantidade existente no matcha: (valores referentes a cada grama) 

Fonte: Departamento de Química da Universidade do Colorado, EUA.

 

Listamos alguns motivos pelos quais deve-se considerar o consumo dessa especiaria. 

  • Mais antioxidantes que o chá verde e o chá preto, é basicamente uma “bomba” de antioxidantes. Uma xícara de matcha tem mais desse elemento do que 10 xícaras de chá verde comum. 
  • É um poderoso aliado na redução de peso, afinal, este acelera o metabolismo é ajuda na queima de gordura. 
  • É muito usado para reduzir o estresse na medicina alternativa pois possui a capacidade de relaxar o corpo e a mente. 
  • Outra aplicação conhecida do Matcha é para a melhora da concentração e do humor. 
  • Tem alta concentração de clorofila, fibras e vitaminas. 
  • Reduz o colesterol e o açúcar no sangue, além de ser fonte de vitamina C, selênio, cromo, zinco e magnésio.

Tipos de Matcha

Para que seja possível obter diferentes tipos de chá, são necessárias variações no processo de fabricação.

Basicamente o que difere o matcha e seus diferentes tipos, bem como o chá verde do chá preto é a fermentação e a maturidade das folhas.

Desta forma, é possível obter 5 tipos de matcha, conforme ilustrado na imagem abaixo:

Tipos-matcha

Dando uma “refinada” na classificação do chá, temos ainda dois grupos distintos, o matcha cerimonial e o matcha “de cozinha”.

Ainda referindo-se a imagem acima, os dois primeiros tipos são basicamente condimento. 

O do meio é o famoso “multiuso” por ser de qualidade suficiente para o chá e bom para aplicações gastronômicas. 

Já os dois de maior qualidade são raros e por isso seu valor é elevado. As aplicações quase sempre são para a produção de chá cerimonial. 

Evidentemente, você pode escolher como usar o chá, mas as recomendações abaixo, são para obter melhor proveito de cada tipo de matcha.

O que diferencia estes dois grupos é a forma como a planta é cultivada e as partes que são usadas na produção do chá verde em pó.

O matcha de cozinha usa as folhas e caule, enquanto o matcha cerimonial usufrui apenas das folhas no processo.

Através dessa informação já fica perceptível a forma com a qual essa especiaria é usada.

As de menor qualidade são usadas na culinária já a de qualidade padrão, para consumo do chá e também como especiaria. 

Vale ressaltar que as de maior qualidade podem atingir 10 vezes o valor da de qualidade padrão devido ao grau de dificuldade de sua produção.

Portanto, não pense que encontrará matcha de Uji (o mais raro) em qualquer mercado.

E  aí, você já consome matcha? Tem vontade de tomar? Deixe seu comentário, compartilhe com os amigos e até a próxima! 

Você pode gostar...

Comente este post!

%d blogueiros gostam disto: