Kimi ni Todoke – Live Action

destaque-kimi-ni-todoke

O que fazer quando sua aparência sempre é associada a algum fantasma? Como se relacionar com as pessoas que temem se aproximar de você somente pelo que vêm e não pelo que você realmente é? Como é a vida de alguém que é comparada com um personagem de filme de terror? Como conseguir amigos mediante a tantas dificuldades?

Kimi ni Todoke é o Live Action escolhido para responder essas e outras perguntas!

Embora possua a versão em mangá que foi premiada como melhor shoujo mangá no ano de 2008 e possuir duas temporadas em anime, Kimi ni Todoke merece destaque pois é um dos shoujos com melhor adaptação para live action que já assisti (até o momento).

Ao começar pelos personagens que foram escolhidos a dedo, são tão fieis ao anime / mangá que até parece que o filme foi criado primeiro.
Kimi ni Todoke é um longa de tema escolar que nos faz refletir sobre muitos aspectos que vivenciamos e as vezes não damos importância. Apesar de ser um shoujo escolar, recomendo que assistam (meninos e meninas). O enredo é sincero e cheio de pureza, mostrando a importância do diálogo. Para entender os sentimentos das pessoas é preciso perguntar e não ficar tentando adivinhar. Nada melhor do que uma conversa clara e franca. Só não avisaram Sawako que essa simples atitude faria que sua vida fosse diferente. Kimi ni Todoke tem enredo bem simples e isso é sem dúvidas um de seus pontos fortes.

 

Resenha Kimi Ni Todoke

Sawako é uma jovem que teve a infelicidade de ser comparada com a menina do filme “O Chamado”, Sadako. Além da aparência, suas atitudes não ajudam muito. Por ser tímida e não ter um histórico de amizades, ela não faz questão de esclarecer aos colegas que seu nome é Sawako e não Sadako (Sadako é o mesmo nome da menina do chamado) e fortalece a “lenda” que criaram na escola com seu nome. Antes de iniciar mais um dia de aula Sawako vê que um menino aparenta estar perdido quanto a localização da escola. Mesmo sendo ignorada e temida por grande parte das pessoas, segue o que aprendeu ainda quando criança, fazendo o possível para ajudar o rapaz. (na infância, tinha o apelido de Zashiki-warashi – um fantasma de cabelo curto que fazia as pessoas felizes). Surpreendentemente, ele age de forma totalmente diferente do que ela espera, e agradece como se não se importasse com os boatos acerca dela. Mal sabia ela que a partir dali, sua vida iria mudar para sempre. Não podemos esquecer que sempre há pessoas que gostam de estragar a felicidade alheia e que eventualmente perturbam a paz dos protagonistas, por isso, fiquem atentos as personagens secundárias para compreender melhor a história.

Personagens

 

Ficha Técnica
Sawako-kimi-ni-todoke
Nome: 
Kuronuma Sawako (a menina do Chamado, como é conhecida na escola)
Características:
Sawako é a protagonista de Kimi ni Todoke. Ela é uma menina tímida e muito honesta que está em busca de amizade, mas sua semelhança física com Sadako do filme “O Chamado”, especialmente o cabelo, impede o bom relacionamento, a ponto de quase todos os alunos da escola acreditarem que seu nome de fato seja Sadako (que por acaso, é muito parecido com seu nome de verdade). Graças a Kazehaya, (o rapaz que a tratou de forma gentil e amigável) ela consegue quebrar esse tabu. Com a ajuda de Kazehaya, Yano e Yoshida ela começa a fazer amizades. Ela é completamente apaixonada por Kazehaya, mas não confessa esse amor por causa de sua timidez.

 

 

 

Ficha Técnica
Kazehaya Shouta-kimi-ni-todoke

Nome: Kazehaya Shouta
Características:
Kazehaya é o colega extrovertido e amigável Sawako. Ele é tão popular que durante o ensino médio as meninas que gostavam dele, formaram um “Kazehaya’s Fan Club”. Um grupo que tinha como principal objetivo manter algum nível de paz entre as suas admiradoras. Durante a trama ele parece ser o cara perfeito, típico dos animes shoujo.

 

O que esperar de Kimi ni Todoke?

Apesar de ter drama, comédia, questões que valem a pena parar para refletir, devemos lembrar que é uma adaptação de um shoujo. Portanto é voltado para o público feminino. Isso não significa que você otaku não deva assistir, muito pelo contrário, é possível entender um pouco mais sobre o “universo das meninas tímidas” e saber o porque agem dessa forma e como fazer para que elas sejam integradas ao restante do grupo. Existem três temas centrais neste live action, o amor, a amizade e a busca pela aceitação social, algo bem comum entre os Shoujos e animes de cotidiano e de vida escolar. A grande “cartada” de Kimi Ni Todoke são os personagens. São muito humanos no sentido de compreender a situação alheia, complexos, com suas angústias e desejos, e apesar de ser previsível em vários momentos, as resoluções dos conflitos internos e boa escolha de elenco colabora com o bom desenvolvimento dos personagens. Tanto Sawako quanto Kazehaya passam por momentos que são comuns na idade em que estão. Kazehaya tem a mesma popularidade de Usui de Kaichou wa Maid Sama. Já Sawako, tem as características anti sociais de Misaki Mei de Another. O cenário e trilha sonora também é outro ponto que merece ser destacado. É simples e retratam a realidade japonesa.

 

 

Considerações Finais

Existem outros personagens que fazem parte do elenco principal, contudo, para que não perdesse a essência e acabasse falando sobre o que ocorre no decorrer da trama, preferi me limitar aos protagonistas que aparecem do início ao fim do filme.
Este não é um daqueles shoujos que você assiste e precise de uma caixa de lenços ou rolos de papel higiênico, mas certamente vale a pena cada minuto do filme. Algo que realmente é muito importante sobre este live action é que a adaptação foi muito bem feita, sem exageros e sem fugir muito da criação original.
Caso queira acompanhar o anime, poderá ver 
AQUI.

Infelizmente não encontrei o filme completo para ser visto num único vídeo (legendado), contudo, segue abaixo um link para assistir online em partes!

Live Action Kimi Ni Todoke – Online

E aí, há algo que não falamos que acha relevante? Comente e ajude a propagar este Live Action que é um dos mais parecidos com o anime / manga (falando da aparência dos personagens).

Você pode gostar...

Comente este post!

%d blogueiros gostam disto: