Castelo de Matsumoto

O Castelo de Matsumoto, na província de Nagano, é um dos mais belos castelos originais do Japão.

Também conhecido como Castelo Corvo devido às suas paredes pretas.

A cor negra das paredes é uma das suas principais peculiaridades e um outro fator que surpreende é que a arquitetura deve ser admirada por vários ângulos: as fachadas mostram diferentes e impressionantes desenhos e composições dependendo do local a partir de onde se dirige o olhar.

O Castelo de Matsumoto também possui título de um dos quatro castelos designados como Tesouros Nacionais do Japão, juntamente com o Castelo de Hikone, Castelo de Himeji e o Castelo de Inuyama.

Não se sabe exatamente quantos castelos há no Japão mas há uma lista oficial onde se encontram os 100 mais importantes castelos do país.

 

Além de “Tesouro Nacional”, o Castelo de Matsumoto é um dos maiores expoentes da arte hirajiro (castelo com construção em terreno plano e não em uma colina ou montanha).

 

História do Castelo de Matsumoto

Matsumoto é a segunda maior cidade da província de Nagano e um local turístico famoso por causa do seu espetacular castelo, chamado em japonês de Matsumoto-jō.  

O castelo de Matsumoto é um dos doze castelos no Japão que ainda mantêm a construção original preservada. 

A história do Castelo de Matsumoto remonta ao período Sengoku, quando era apenas uma fortaleza conhecida como Castelo Fukashi.

Não há registro preciso sobre o ano em que a torre principal foi erguida, mas acredita-se que tenha sido entre 1593 e 1594. 

Essa obra ímpar correu sério risco de ser destruída. Depois do fim do Xogunato (1868), o novo governo Meiji ordenou o fechamento e destruição de vários castelos no país, porque eram símbolos do regime dos samurais.

A fortaleza de Matsumoto estava na lista. Em 1872, ela foi colocada à venda em leilão e, se não houvesse comprador, seria demolida.

Um empresário da cidade chamado Ryozo Ichikawa adquiriu-a para que ela fosse poupada.

Porém, sem manutenção, o edifício foi sofrendo avarias e passou a correr o risco de se desmantelar.

Novamente, graças ao esforço do povo da cidade, empreendeu-se uma grande reforma que durou dez anos, de 1903 a 1913.

Por fim, em 1936, o governo do país reconheceu o seu valor histórico e arquitetônico e lhe concedeu o título de tesouro nacional.

No dia 30 de Junho de 2011, pelas 8h16m, hora local, o Castelo Matsumoto foi levemente atingido por um Terremoto que ocorreu na província de Negano (centro do Japão).

Sua magnitude foi de 5,5 graus na escala de Richter, mas não chegou a comprometer sua estrutura.

Veja abaixo um resumo dos principais acontecimentos ao longo da história do fabuloso Castelo de Matsumoto:

 

Caso não queira acompanhar toda a linha do tempo, pode pular para o próximo tópico clicando aqui.

 

1504 – Fortificações foram construídas pela primeira vez pelo clã Ogasawara. O local era conhecido como castelo Hayashi. Mais tarde, novas fortificações foram estabelecidas na frente do castelo Hayashi e eram conhecidas como castelo de Fukashi. Este foi o precursor ao que é agora o Castelo de Matsumoto.

1550 – Takeda Shingen atacou e tomou o controle do (ainda) castelo de Fukashi.

1582 – Na sequência da instabilidade do assassinato de Oda Nobunaga, o clã Ogasawara retomou o castelo. O nome do castelo foi então alterado para Castelo de Matsumoto.

1590 – Expansão do castelo começou sob a direção do clã Ishikawa.

1597 – As torres principais foram completadas.

1613 – O clã Ogasawara foram transferidos aqui.

1617 – O clã Toda foram transferidos aqui.

1633 – O ramo Etchizen do clã Matsudaira foram transferidos aqui.

1634 – As torres Tsukimi e Tatsumi foram adicionados as principais torres centrais.

1638 – O clã Hori foram transferidos aqui.

1642 – O clã Mizuno foram transferidos aqui.

1726 – O clã Toda foram mais uma vez instalado aqui como senhores do domínio.

1727 – O palácio do gabinete principal queimado no chão. Um palácio foi reconstruído, mas no recinto secundário.

1871 – O castelo foi desmantelado.

1872 – Muitas das portas restantes foram derrubadas.

1876 – O palácio do gabinete secundário queimado no chão.

1903 – Restauração da torre principal começou como ele estava à beira do colapso.

1913 – Restauração da torre principal foi concluída.

1960 – O portão Kuromon Ichinomon  (estilo Yagura) foi restaurada.

1990 -O portão Kuromon  (estilo Korai) foi restaurada.

1999 – O Taiko Portão passou por uma reconstrução completa.

Desvendando o Castelo

O portão preto que dá acesso a ala principal são de suma importância para a segurança do castelo.

O primeiro portão yagura-mon (portão andaime) foi reconstruído em 1960. O segundo portão, masugata (portão quadrado) e a parede lateral foram reconstruídos em 1990.

 

O taiko-mon-masugata (portão quadrado em forma de cilindro) foi construído cerca de 1595, e fica no topo da parede de pedra do Norte.

 

A taiko-ro (torre cilíndrica) foi usada para assinalar o tempo, como um relógio.

Era igualmente usada para chamar as pessoas para assembleias e durante as emergências. Foi reconstruída em 1999.

 
 
Goten (residência) – mas que pra muitos é apenas o nome do filho de Goku em Dragon Ball, foi construída depois da conclusão da tenshu (torre de menagem) e usada como palácio do Senhor e como centro administrativo.
 
Foi arrasada pelo fogo em 1727 e nunca mais foi reconstruída.
 
 
Tenshu (torre de menagem) – A torre de menagem, atualmente  tem seis andares, embora, vista do exterior, pareça ter apenas cinco.
 
O interior do terceiro andar da torre não tem janelas e foi desenhado como um piso secreto para os inimigos do castelo.
 
Foi usada para alojar soldados nos tempos de guerra. O segundo andar tem distintivas janelas com tategoshi (grades verticais).
 
Usado também como local de recolhimento de soldados.
 
O segundo andar tem ainda uma coleção de arcabuzes.
 
Foi usado como torre de vigia, mas possui um relicário no teto dedicado ao deus Nijuroku-ya-shin (deus de 26 noites).
 

Yagura (andaime) – É uma sala desenhada especificamente para observar a Lua e é referida como a Sala da Lua ou Observatório da Lua.

 

Três dos lados da sala (Norte, Este e Sul) estão abertas ao ar quando as mairado (portas corrediças) estão abertas. Esta área não pode ser vista a partir da torre.

 

Para que se tenha uma ideia melhor da descrição do majestoso Castelo de Matsumoto, segue abaixo um vídeo, que exibe boa parte deste Tesouro Nacional do Japão.


 

 

 

Informações Gerais 

A entrada custa  ¥600 (cerca de R$ 15,00).
O castelo de Matsumoto é aberto ao público das 8:30 as 17:00.
O endereço do Castelo está disposto na sequencia:

Site Oficial Província de Matsumoto: Evento (em Japonês)

 

Vários eventos ocorrem no Castelo de Matsumoto ao longo das quatro estações. Estes incluem escultura de gelo , exposições de artilharia tradicionais , festival taiko e festas de lua . É comum ver muitos casais recém-casados que têm fazem seus álbuns de casamento nos arredores do Castelo, principalmente na primavera.

 

E aí, sabe algo sobre o castelo que não foi escrito neste post? Não deixe de comentar!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *