Last Updated:

Aogashima – A Ilha Vulcânica do Japão

Categorias Locais e Eventos0 comentário
Explorando o Japão Aogashima

Aogashima é uma ilha localizada no mar das Filipinas, extremo sul do Japão. É bem pequena e não chega a 300 habitantes. Está em um local tão remoto que as únicas opções para entrar ou sair da ilha é por meio de barco ou helicóptero, sendo obviamente, a segunda opção a mais prática.

Contudo, caso não queira gastar tanto ou prefira uma viagem mais longa, cheia de aventuras, pode fazer o trajeto de barco. Além da praticidade, a viagem aérea proporciona uma vista sensacional da ilha, parecendo ter sido criada por computação gráfica, conforme pode ser visto abaixo:

 

 

 

Você pode estar se questionado: “Quais seriam então os motivos que tornam a ilha de Aogashima ‘tão incrível’? Ela fica praticamente no meio do nada, não tem quase ninguém lá e ainda estou perdendo tempo querendo saber mais deste lugar?” Pois bem, vejamos alguns fatos que podem te fazer mudar de ideia quanto a ilha.

Aogashima é antes de mais nada um fenômeno relativamente RARO na natureza pois trata-se de um vulcão que surgiu dentro de outro vulcão, ou seja , um vulcão duplo! Além disso é um vulcão ativo, onde poderia entrar em erupção sem aviso prévio…

“Ah, mas e daí…” “Só isso?” “Não há mais nada de bom pra oferecer?”

Se alguma das frases acima passou pela sua cabeça, saiba que além de tudo isso, trata-se de um “Planetário Natural”. Isso mesmo, Aogashima tem uma das melhores vistas da via Láctea que se tem notícia (falando de lugares habitáveis e que não estão nos polos do globo, ok?)
Segundo o site oficial nos quais foram retiradas as fotos abaixo, essa visão “perfeita” da via Láctea se dá pelo isolamento da região que além de quase não haver poluição, não possui tantas luzes como nas cidades grandes e regiões mais urbanizadas.
Agora pare e pense um instante: Um vulcão que possui uma cratera dentro da outra e que ainda é ativo e, o mais surpreendente, há um vilarejo lá, onde pessoas vivem com os principais confortos da urbanização: rua asfaltada, energia elétrica, banho público, escola e até um centro de correspondências, também conhecido como correio.]

Outro fator que é curioso e merece destaque é que mesmo estando a quase 400km da capital japonesa, a pequena ilha é administrada por Tóquio.

 

Breve Histórico de Aogashima

Não se sabe ao certo quando os primeiros humanos chegaram a ilha, contudo, os primeiros registros de que se tem notícia, datam do Período Edo, por volta de 1650. Dois anos depois houve o primeiro incidente de atividade vulcânica do local.

A segunda foi entre 1670 e 1680.

De 1780 a 1783 ocorreram os fatos mais conhecidos da isolada ilha.
1780: Houve o aquecimento dos lagos da cratera do vulcão Ikenosawa, resultando em expedição de vapor.

1781: Em maio deste ano houve um terremoto que levou a erupção do vulcão.

1783: A primeira grande erupção.

 

Dados de Aogashima

A ilha ocupa uma área de aproximadamente tem 9km²;

A parte mais alta tem 423 metros de altura;

Tem 3,5 km de comprimento e 2,5 km de largura, sendo formada através da sobreposição de restos de pelo menos 4 caldeiras submarinas.;

Pouco menos de 200 habitantes segundo senso de 2014.

Uma escola primária e secundária.

Um heliporto e um porto.

Visite o Site Oficial da Ilha  para mais informações (em japonês)

 

Considerações Finais

Apesar de ser um local de poucos habitantes e sem atrações turísticas, a ilha de Aogashima certamente possui seu charme e beleza natural. As fontes termais, a vista noturna da via Láctea e a tomada aérea da ilha fazem valer a pena qualquer esforço pra se chegar até ela.

Outro mérito para quem visita a ilha é que de helicóptero somente 9 pessoas são transportadas por dia, ainda sim, dependendo das condições climáticas dessa região tão distante.

Não importa o lugar do mundo que deseje visitar, sendo para apreciar a comida local ou simplesmente buscar um momento de reflexão ou diversão, as viagens são sempre bem vindas!

Comente este post!