Last Updated:

Valentine’s Day – Dia dos Namorados no Japão

Categorias Locais e Eventos0 comentário
anime-destak

Olá Otakus e Otomes, é tudo bem? O Amor está no ar e hoje nosso post especial fala sobre o Dia dos Namorados, que no Brasil é comemorado no dia 12 de junho, mas que em grande parte do mundo, inclusive no Japão, tal evento é comemorado no dia 14 de fevereiro e é conhecido como Valentine’s Day.

Agora que todo mundo esqueceu que  a data existe por causa do carnaval, falaremos sobre a história do dia dos namorados no Brasil e no Japão, abordando quais são as diferenças, o que a história e até a política tem a ver com isso…

 

casal-desenho

 

Dia dos Namorados no Brasil

Saibam que aqui no Brasil, até 1949 não existia a data no calendário para festejar o romance entre namorados, pretendentes e apaixonados.

Foi neste ano que foi instaurado o dia comemorativo (não oficial, ou seja, não é um feriado) em nossos calendários.
No caso do Brasil, o Valentine’s Day não teve a recepção que teve em outros países.

 

A Política do Amor…

Tudo teve início um ano antes, em 1948, quando a rede de lojas Clipper percebeu que durante o mês de junho sempre ocorria uma queda nas vendas relacionada à ausência de uma data comemorativa no mês.

Para reverter essa situação, a empresa contratou, João Dória, pai do atual prefeito de São Paulo, um empresário que na época atuava no ramo de publicidade, elaborou um programa comercial que estaria relacionado com a comemoração do dia dos namorados por aqui, que diferentemente de outros países, selecionou o dia 12 de junho para tal comemoração.

A data não foi escolhida por acaso. No Brasil, as mulheres, esperançosas na busca de um amor, homenageiam o Santo Antônio, o “santo casamenteiro”, no dia 13 de junho.

Então a escolha do Dia dos Namorados ficou para um dia antes destas homenagens ao santo do amor. A estratégia de Dória surtiu efeito com o slogan “Não é só com beijos que se prova o amor”, o que alavancou as vendas da loja e criou a tradicional troca de presentes da data.

Desde então, casais apaixonados trocam presentes como chocolates, flores, ursinhos de pelúcia, cartões e outras lembranças para reafirmar o amor e o carinho que sentem todo dia 12 de junho.

 

 

 Dia dos Namorados no Japão

O dia dos namorados no Japão é bem diferente do nosso. Pra início de conversa, por lá, apenas as mulheres dão presentes, principalmente chocolates.

Sim, isso mesmo! Somente as mulheres. Além de ser comemorado no dia 14 de fevereiro, como na maior parte do mundo, ele vem acompanhado por uma série de “regras” que parecem ser levadas bem a sério.

Mas não se preocupe, não é uma data machista ou algo do gênero, há uma história legal por trás disso.

O Valentine´s Day é uma das datas “estrangeiras” comemoradas com mais entusiasmo no Japão. O calendário japonês tem feriados bem diferentes dos nossos porque tem outra cultura e não é permeada de datas cristãs, mas o dia de São Valentino se tornou uma data simbólica para mostrar sua gratidão e eventualmente seus sentimentos.

 

História do Valentine’s Day no Japão

A comemoração do dia dos Namorados foi introduzida no Japão em 1936, pela confeitaria Morozoff, na cidade de Kobe. Em 1958 a rede de lojas de departamentos Isetan (uma espécie de Mappin’ japonês que existe até hoje) popularizou o costume do Dia dos Namorados através de uma massiva campanha publicitária acompanhada de muitas mercadorias em oferta: “Dê um presente a quem você ama no dia de hoje”.

O mais divertido é que o dia dos namorados japonês inclui os “sem namoradas”. Os amigos, chefes e colegas de trabalho também ganham chocolate das meninas. Ninguém precisa ficar triste, porque todo mundo tem a quem presentear ou de quem receber.
Os chocolates são divididos em dois tipos: giri choco  (chocolate “obrigatório”) e honmei choco  (chocolate para o amor verdadeiro).

O honmei choco é dado à pessoa por quem a mulher esteja apaixonada. Se ainda não estão juntos, é um meio de declarar o seu amor à pessoa. Por esse motivo as mulheres se esmeram e há muitos programas de TV para ensinar a preparar o chocolate caseiro (tezukuri), que é o melhor presente de Dia dos Namorados quando se trata de honmei choco.

 

Abaixo segue um vídeo ensinando como confeccionar a iguaria:

 

 

 

O giri choco é dado também para os chefes no trabalho, assim como para outros colegas, sendo chamado de “chocolate da convivência social”. É normal uma mulher comprar mais de 20 caixas de chocolate para distribuir no escritório, além de presentear outros homens com quem ela mantêm contato regular. Mas as moças tomam o cuidado de escrever “giri” no chocolate que é oferecido por obrigação, para não dar margem a interpretações equivocadas.
Para as moças e rapazes que achavam essa situação um tanto quanto machista, de somente as mulheres darem presente, podem respirar aliviados pois não fica apenas nisso. No dia 14 de março, exatamente um mês depois acontece a “revanche”.

No “White Day”, os homens que tenham recebido chocolates no “Valentine’s Day” têm a chance de retribuir é a vez dos homens darem chocolates, mas chocolates brancos, por isso o nome White Day.

Aqui, as regras anteriores também se aplicam. (mas a verdade é que nem todo mundo curte chocolate branco…neste caso, os rapazes geralmente dão ursinhos de pelúcia para retribuir o chocolate).
Com o tempo as jogadas de marketing criaram também o Family Choco para o amor e afeto maternos, presenteando-se marido e filhos e também o Tomo Choco (Chocolate da Amizade) para presentear amigas, como demonstração de amizade.

O último é o “gyaku-choco” (chocolate reverso) é um novo costume introduzido recentemente no Japão, que significa chocolates dados por homens e mulheres no Dia dos Namorados.

Agora que você já conhece um pouco mais da história do Dia dos Namorados no Brasil e no Japão, não deixe de conferir nosso post sobre Lovely Complex, um anime que fala muito sobre as questões amorosas e inclusive, no Episódio abaixo (de número 12), há algo sobre isso, aí, caso se interesse, poderá ver todo a Anime na nossa Playlist disponível Aqui (com a colaboração do site Animes Online).

 

 

 

Se você ainda estiver na vibe de acompanhar algum anime no qual tenha um casal como protagonista, não percam a oportunidade de assistir Kaichou wa Maid Samaque é um anime muito legal, fala sobre a vida de uma atendente de maid cafe.

Agora, caso queira acompanhar algo no estilo podcast, não perca tempo, vá direto ao site do Jovem Nerd e acompanhe os fatos hilários do Nerdcast – #469 Especial do Dia dos Namorados!
Tem alguma indicação, sugestão ou crítica? Deixe abaixo seu comentário!

 

 

Comente este post!