Last Updated:

Bonsai, Natureza e Arte

Categorias Cultura Tradicional0 comentário
bonsai-the-otaku-exception-1

Você já deve ter visto um Bonsai por aí, seja artificial ou natural, não é mesmo?

Bonsai é a arte de cultivar árvores em miniaturas.

A tradução pode ser interpretada como árvore no vaso ou bandeja e o termo bonsai deriva do chinês, ‘pun tsai’.

Comumente chamadas de ‘arvorezinhas’, os bonsai são muito mais que uma simples planta, trata-se de uma arte milenar, assim como a cerimônia do chá e que ainda hoje encanta pessoas de todo o globo.

Saiba mais sobre a arte de produzir árvores em miniatura, quais são os principais tipos existentes e descubra como ter uma!

Mas, antes veremos:

De onde veio o bonsai? Qual a história por trás dessa arte tão bonita e que vai muito além do simples ato de “plantar uma semente”.

Origem do Bonsai

Você sabia que o Bonsai não surgiu no Japão? Ele é originário da China!

Há mais de 2000 anos, os chineses criavam paisagens em miniatura. Quanto menor fosse essa reprodução, mais encantadora ela era. O nome dado a essa arte na China foi pun ching. Hoje, o termo mudou para penjing.

Tudo isso era feito por meio da “Teoria dos Cinco Elementos Chinesa” (água, fogo, madeira, metal e terra), que de forma simplificada dizia que quanto menor a reprodução, mais poder mágico a miniatura possuía, visto que o bonsai (penjing na China) eram usados em cerimoniais religiosos.

Foram anos e anos de aplicação de conhecimento para que se chegasse as árvores de forma retorcida, plantadas em vasos de bronze ou cerâmica dourada.

Esses herbários possuíam valor oposto ao das plantas usadas para a produção de madeira, naquela época também conhecidas como “madeira profana”.

O Bonsai, por sua vez, trazia a ideia de algo sagrado e de longa vitalidade.

Em uma obra ficcional de séculos mais tarde acrescenta que a árvore na natureza estava em sua forma bruta. Somente quando moldada pelos homens é que atingia o auge de sua capacidade.

Essas paisagens em miniatura se espalhavam por toda a China como presentes de luxo.

A História do Bonsai no Japão

O Bonsai chegou ao Japão somente em meados do século XII e foi difundido através do Zen Budismo.

A primeira referência a um bonsai genuinamente japonês foi encontrada em uma série de cartazes que foram pintados em Nara, ainda durante o período Kamamura (de 1185 à 1333), por Takashina Takakane.

Acredita-se que os primeiros exemplares dessas árvores envazadas de tamanho reduzido tenha chego ao Japão por volta do Século IX, como lembranças religiosas.

Diferentemente do que ocorria na China, os japoneses usavam uma técnica onde a árvore se desenvolvia de modo que ela conseguia representar o universo inteiro.

Outra diferença importante é que os vasos de bonsai japoneses eram relativamente mais fundos, recebendo, desta forma, o nome de hachi no ki, ou, árvore de tigela.

Bonsai e o Zen Budismo

O Japão sempre teve forte influência da cultura chinesa o bonsai era uma das coisas que encantavam os japoneses.

Devido ao fato de o Japão possuir apenas 4% de todo o território chinês, muitas técnicas de desenvolvimento do bonsai tiveram de ser abandonadas e otimizadas ao estilo japonês.

Acredita-se que há cerca de 800 anos surgiram as primeiras representações gráficas de árvores em miniatura genuinamente nipônicas.

O Zen Budismo surge no Japão através da influência do Budismo Chan (Chinês).

Diferentemente do que era praticado na China, os monges do Zen Budismo usavam mais do abstracionismo, dando ao bonsai um significado menos religioso, trazendo assim, o aspecto artístico à planta.

Outra diferença importante é que o arbusto anão agora era criado de forma que fosse uma representação de todo o universo.

Enquanto na China eram criadas paisagens em miniatura, no Japão, apenas desenvolviam a árvore anã. Esta, por sua vez, ficava em recipiente mais fundo.

Agora que temos um pouco de embasamento histórico, que tal se familiarizar com algumas características que o ajudarão a identificar um bonsai? 

Tipos de Bonsai

Atualmente existem vários estilos de Bonsai e há uma variedade infinita de plantas que podem ser usadas para essa finalidade.

O bonsai pode ser classificado em 2 grupos, os que ficam em ambientes internos e os que vivem melhor em locais abertos.

Entretanto, a imensa variedade de árvores em miniatura existentes podem ser enquadradas em 4 tipos principais:

Tronco e Casca

Existem vários subgrupos distintos nesta categoria, contudo, duas características serão consideradas para distinguir os Bonsai: a superfície do Tronco e a textura da casca.

Quantidade de Troncos

A quantidade de troncos presentes em um bonsai também serve como base classificatória.

Quando a árvore possui apenas um tronco e há somente uma árvore no mesmo vaso, esta faz parte de um grupo diferente daquelas que possuem as mesmas características, mas que estão agrupadas no mesmo recipiente.

Se a árvore possui vários troncos e está “sozinha”, também faz parte de um subgrupo diferente das que estão juntas.

Eventualmente, um bonsai pode ter mais de uma característica, neste caso, ela é classificada de acordo com a peculiaridade em maior evidência.

Orientação do Tronco

A orientação do tronco também diz muito sobre a técnica utilizada na plantação e cultivo de um bonsai.

Se o tronco está enclinado para um dos lados, possui uma classificação, quando sua projeção atinge um ponto mais baixo que a raiz, outro tipo de separação é feito.

Posição da Raiz

Neste grupo, estão separados todos os bonsai cujas raízes estão expostas.

A posição da raiz e local (terra, areia ou pedra) também distinguem os subgrupos das árvores.

Bonsai e o Local de Cultivo

Como já dito anteriormente, independentemente do tipo de classificação que o bonsai possua, alguns viverão melhor em ambientes internos enquanto outros só terão bom desenvolvimento em local aberto, ou ambiente externo. 

Por isso, é muito importante saber qual árvore vive melhor no tipo de ambiente que deseja deixá-la. 

O primeiro critério a ser levado em conta é a quantidade de luz que a planta necessitará por dia. 

O tamanho do vaso ou recipiente varia de acordo com as características de cada árvore, sendo necessário ter atenção quanto ao tamanho da raiz. 

Depois, é preciso verificar a periodicidade em que o bonsai deve ser regado. 

Por último, porém não menos importante é saber quais os cuidados que a planta necessitará.

Caso goste de vídeos e tenha conhecimento básico de inglês, poderá desfrutar de uma série incrível chamadaThe Bonsai Art of Japan, disponível no YouTube.

Onde Adquirir um Bonsai?

Conseguir um exemplar dessa arte milenar não é tão fácil quanto parece. De mesmo modo, não é algo que seja possível adquirir com apenas uns trocados.

Assim como o Kintsukoroi, os bonsai são obras de arte únicas e a precificação de cada árvore é determinada por algumas características:

Comente este post!