Aprenda Japonês – Conhecendo a Escrita #1

escrita japonesa

Não importa onde você vá ou com quem você convive, é impossível não se deparar com algo escrito em japonês. Isso ocorre pois a escrita japonesa é fascinante e mesmo quem não gosta da cultura japonesa tem um adesivo, camiseta ou algo com algum ideograma japonês. A beleza da escrita japonesa, por outro lado, distancia muitos fãs das cultura por acreditarem que é algo muito difícil, que são necessários vários anos para aprender japonês. Pode parecer sensacionalismo, mas é possível aprender o básico da escrita japonesa em pouco mais de um mês.

 

Antes de explicar como isso é possível, é necessário afastar alguns paradigmas e preconceitos com relação a escrita.
O primeiro ponto é que é um sistema TOTALMENTE DIFERENTE do que estamos acostumados, onde usam “SÍMBOLOS” que representam “SONS” e, cada som representará uma “letra japonesa”. Explicamos em detalhes em seguida. Outro ponto é que existem 3 sistemas de escrita e que são usados em conjunto, mas calma, detalharemos cada um deles e mostraremos como é muito mais simples do que parece.

 

O primeiro sistema de escrita, o Hiragana, são as “letras mais arredondadas e bonitinhas”. Ele é responsável por descrever as palavras nativas do japonês como “Arigatou” (ありがとう).

 

Palavras estrangeiras, nome de países, pessoas e cidades (não japoneses) são notados por meio do Katakana, como por exemplo “Ariana” (アリアナ). O katakana é o segundo sistema de escrita e segue o mesmo padrão do hiragana, cada ‘letra’ representa um som.

 

Por fim, temos o mais complexo, geralmente mais rebuscado, cheio de traços, o Kanji. Este último, foi “importado” da China. Diferentemente do que acontece com os dois sistemas anteriores, ele representa uma ideia e há vários Kanji com o mesmo radical, dando várias interpretações para o mesmo símbolo, dependendo de sua posição na palavra. 
Agora que já falamos um pouco sobre os sistemas de escrita, conheceremos melhor cada um.

 

Hiragana – ひらがな

Via de regra é o primeiro sistema a ser estudado se quiser se tornar fluente no idioma. Tudo que está em japonês tem em sua composição o hiragana. Esse sistema é composto por 46 letras. Com base na tabela abaixo, já é possível formar suas primeiras sentenças em japonês. Existem também alguns sinais que modificam alguns dos sons, além de algumas junções entre eles para formar sons compostos, mas nada que dificulte o aprendizado.

 

escrita hiragana

 

Leia as palavras a seguir e veja como é fácil:

わたし = eu
せんせい = professor
こんにちは = olá

Katakana – カタカナ

Como já dito anteriormente, o katakana segue praticamente o mesmo padrão do hiragana, possuindo também 46 letras. A principal diferença pode ser vista na utilização. O katakana é usado para TODAS as palavras estrangeiras e para palavras que foram adaptadas a fonética japonesa.  Veja a tabela abaixo, na sequencia apresentaremos alguns exemplos práticos:

 

escrita katakana

 

‘Televisão’ adaptado para o japonês vira ‘terebi’ (テレビ) e é escrito em katakana.
Banheiro, que escreve-se ‘toilet’ é pronunciado ‘toire’ (トイレ)  é outro exemplo de palavra com som adaptado ao idioma.

Veja agora como está aumentando seu entendimento de japonês apenas neste post. Vamos a mais 3 palavras, desta vez, escritas em katakana.

 

アメリカ

カメラ

セレモニー ( o ‘ー’ não aparece na tabela, apenas prolonga a última vogal)

 

 

Kanji – 漢字

O Kanji não dá pra ser explicado em poucas palavras, teremos vários posts para detalhar bem o entendimento deles, mas o que realmente ajudará é ter memorizado e aprendido os dois sistemas apresentados acima.

O fato é que devido sua complexidade, chama a atenção e coleciona admiradores ao redor do globo, (mesmo que mais da metade não tenha a mínima ideia do real significado desses ideogramas.

 

O conceito principal sobre o kanji é que cada símbolo tem um significado, representa uma ideia. As palavras podem ser formadas por apenas um, dois ou mais símbolos, e esta, então, tem uma forma de ser lida, representada pelo HIRAGANA.
Caso queira melhorar sua leitura de forma acelerada, poderá por exemplo comprar mangás em japonês (grande parte dos mangás infantis possuem furigana. Este nada mais é que uma interpretação feita em hiragana do kanji que tiver no texto, conforme abaixo:

escrita furigana

 

E aí gostou de conhecer um pouco mais sobre a escrita japonesa? Viu como não é um bicho de sete cabeças?
Não deixe de compartilhar com os amigos e até o próximo post onde iniciaremos a primeira leitura e formação de frases em japonês. Não perca!!!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *